Área do Cliente

Notícias

Professores da rede estadual aderem parcialmente à greve nacional em Porto Alegre

A adesão à greve de três dias convocada pela Confederação Nacional dos Educadores (CNTE) foi parcial nas escolas da rede estadual de ensino em Porto Alegre. Zero Hora percorreu, durante a manhã de terçaa-feira, oito das principais instituições da Capital e constatou que, em uma delas, as aulas estavam suspensas, três funcionavam parcialmente, e em outras quatro as atividades estavam normais.

A paralisaçãoo nacional se iniciou nesta terça-feira e deve seguir até a quinta. O movimento conta com o apoio do Cpers-Sindicato, que orientou as escolas a fechar as portas durante este período e convidou professores, pais, alunos e comunidade escolar a participarem de atividades coordenadas pelos núcleos de cada região.

Em Porto Alegre, por exemplo, a categoria fará um ato público às 15h desta terça-feira na Praça da Matriz. Conforme a presidente do Cpers, Helenir Scherrer, quatro das seis pautas nacionais definidas pela CNTE são grandes bandeiras do magistério gaúcho, entre elas, o cumprimento da Lei do Piso.

Na sexta-feira, o sindicato irá realizar uma assembleia da categoria no Gigantinho, em Porto Alegre, e deve paralisar as aulas pelo quarto dia consecutivo. Neste dia, os educadores irão avaliar a mobilização e decidir se iniciam uma greve por tempo indeterminado.

A orientação do governo é para que os diretores garantam acesso dos professores e alunos às escolas.

Veja a situação de oito das maiores escolas estaduais da Capital:

Escola Técnica Estadual Parobé funciona normalmente na terça-feira pela manhã”

Júlio de Castilhos está de portas abertas, mas sem aulas

No Instituto de Educação Flores da Cunha, adesão dos professores é parcial, mas todos alunos estão sendo recebidos

A Escola Estadual de Ensino Médio Rafaela Remição, na Lomba do Pinheiro, está aberta e funcionando normalmente

Escola Estadual de Ensino Médio Professor Alcides Cunha funciona normalmente durante a manhã. Durante a tarde terá turno reduzido e à noite professores devem aderir à paralisação

Instituto Estadual Rio Branco está com turnos reduzidos até quinta-feira. Na sexta-feira a escola não terá aulas

Colégio Estadual Inácio Montanha está aberto e funciona normalmente

Escola Presidente Roosevelt também está aberta, porém com aulas parciais

Fonte