Área do Cliente

Notícias

Prefeitura vai recorrer da determinação de pagar parte da tarifa de ônibus

O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, informou nesta terça-feira que vai recorrer da decisão judicial exigindo o pagamento de R$ 0,50 à Via Leste por cada passageiro transportado. A empresa alega que não pode operar com a nova frota e pagar o salários dos funcionários com reajuste em dia desde suspensão do aumento da passagem. Os demais consórcios do transporte público na Capital teriam entrado com ações semelhantes nos últimos dias e ainda aguardam decisão judicial.

“Vamos recorrer. Estamos solicitando audiência com o presidente do TJ(Tribunal de Justiça), porque essa é uma decisão contraditória dentro do próprio Judiciário” afirmou Fortunati, em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade.

Para o diretor do consórcio Via Leste, Enio Roberto dos Reis, a empresa foi “obrigada” a entrar com ação contra a prefeitura porque não tem condições financeiras de arcar com os custos de operação sem o reajuste das tarifas.

“Não é o caso de não pagar, é o caso de não  poder pagar. A tarifa atual não contempla todos os custos que temos”.

A Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre (ATP) não quis comentar a liminar. Conforme o diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulaçãoo (EPTC), Vanderlei Cappellari, será feita reunião com a Procuradoria Geral do Município (PGM) nesta terça-feira para definir qual será a providência da prefeitura diante da nova liminar.